POLÍTICA LOCAL: PRECISAMOS NOS MOBILIZAR JÁ PARA 2022 E 2024

Política com arranjos locais pode ser feita agregando-se as pessoas no entorno dos nossos valores de direita e promovendo políticos alinhados aos cargos de maior importância em 2022. E, claro, garantindo a reeleição do Presidente Bolsonaro.

Eu tenho ouvido muito as pessoas falarem que “o povo precisa fazer alguma coisa”, em um tom de indignação com o estado das coisas no Brasil. Este “alguma coisa” normalmente soa como “uma grande manifestação” ou até insinua algo mais forte.

Nada contra manifestações, obviamente, mas meu foco neste artigo é outro.

A Capacidade Institucional do Povo

A Constituição Federal de 88 delega ao povo apenas uma instituição da democracia: o voto. Todas as outras instituições de Estado são compostas por representantes escolhidos por este povo.

Outras forças institucionais da democracia são as associações de interesse mútuo, como sindicatos, associações de empresas, imprensa, etc. Estas instituições agem no campo democrático pressionando (para bem ou para o mal), as instituições de estado.

Esta pressão é absolutamente legítima: organizações que representam setores da sociedade tem todo o direito de reivindicar que seus interesses sejam contemplados pelo Estado. O Estado, por sua vez, decide, seja pelo legislativo ou pelo judiciário, se estas reinvindicações fazem sentido e as aprovam ou não.

E o executivo executa.

Desta forma, o povo, como arranjo não associado por interesses mútuos, consegue influenciar neste processo apenas através de:

  • Manifestações Públicas, que eram as únicas formas possíveis de levar a vontade do povo ao poder constituído.
  • Redes Sociais, que ganharam força a partir de 2017 e, hoje, as pessoas compartilham de interesses mútuos entre si e com seus representantes.

O grande ponto de apoio que a sociedade tinha era a imprensa, cujo dever institucional é o de divulgar assuntos e fatos de interesse do povo.

Sabemos hoje, com a ajuda das redes sociais, que a imprensa não passa de um equipamento do próprio mecanismo criado para enganar o povo e eles vêm nos enganando há décadas.

E no poder, perpetuam-se as mesmas pessoas, com os mesmos interesses desalinhados com os interesses da maioria da população.

Veja neste artigo, 5 Maneiras de Fazer Política No Seu Dia-A-Dia e apoiar o Pres. Bolsonaro – PORPHIRIO

A Capacidade Política do Povo

Ouçam as ideias de Abraham e Arthur Weintraub

“Não se meter em política” ou “detestar política” hoje são luxos, que o brasileiro não tem mais como sustentar.

As demonstrações de força de governadores e prefeitos deixa bem claro que o povo precisa se meter em política, gostando ou não, ou caminhamos para uma supressão de liberdades jamais vista na República brasileira.

Este é apenas um artigo introdutório de muitos mais que virão ao longo das próximas semanas.

Eu, pessoalmente, já iniciei o Portal Porphirio, o canal do Youtube e o perfil do Facebook, com objetivo de “falar com mais pessoas”, o que no final e ao cabo, é “fazer política” também.

A partir da semana que entre, me reunirei com pequenos empresários e políticos conservadores (que serão devidamente checados) aqui da região de Campinas justamente para pensarmos em um arranjo local, que promova no mínimo um deputado federal e um estadual em 2022.

Este é o primeiro passo para que a voz da direita comece a ter espaço onde realmente interessa: no Estado brasileiro.

Igualmente faremos alianças com outras organizações locais de São Paulo e de outras cidades, aí sim, na busca pela eleição de um Governador conservador, cujo principal nome até o momento, parece ser o do Deputado Luiz Philippe de Orléans e Bragança, herdeiro da família imperial brasileira.

O arranjo entre regiões estaduais tem por objetivo o apoio e eleição de senadores e deputados federais por São Paulo. E arranjos de vários estados, promoverão a reeleição do Presidente da República.

Então vejam o potencial máximo que um pequeno arranjo local tem. O de criar as bases de influência política na massa da população, que vem sendo bombardeada, roubada e enganada pela esquerda há três décadas.

Em breve pretendo abrir uma forma para a participação espontânea das pessoas, que se identificarem com essa missão. Seja como voluntário, apoiador, militante ou organizador. Fiquem ligados.

César Cremonesi

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre o Autor

Engenheiro, empreendedor, consultor de negócios e aluno de Olavo de Carvalho. Fundador da Porphirio, cujo propósito é o de levar entendimentos e opiniões sobre o estado das coisas no país e no mundo. Engineer, entrepreneur, business consultant and Olavo de Carvalho's pupil. Founder of Porphirio, for articles on the state of things in Brasil and around the world.