João Dória: São Paulo é Vergonha Mundial no Combate ao Covid

Ultrapassando a marca de 70.000 mortos, o Estado de São Paulo supera o próprio Brasil em mortes por 100.000 habitantes. Em países de população comparável, João Dória está em 1º lugar, a frente de Iraque, Sudão e Uganda.

Este estudo foi realizado com dados brutos baixados de fontes primárias oficiais (WHO Coronavirus (COVID-19) Dashboard | WHO Coronavirus Disease (COVID-19) Dashboard e Coronavírus – Dados Completos (seade.gov.br)).

A compilação e análise dos dados pode ser baixada em Excel neste link, diretamente de nossos servidores:

http://www.porphirio.com/files/pt-br/210331estudo-sp.xlsx

Número Total de Mortes em São Paulo

São Paulo atinge a marca de 73.492 mortos em decorrência do Covid.

Com uma política de enfrentamento focada apenas no fechamento da economia e na promoção comercial de uma vacina chinesa, o governador de São Paulo, João Dória, apoiado por um Centro de Contingência formado por especialistas no assunto, causam um desastre, que envergonha o estado mais rico do país perante o mundo.

Fontes: WHO Coronavirus (COVID-19) Dashboard | WHO Coronavirus Disease (COVID-19) Dashboard e Coronavírus – Dados Completos (seade.gov.br)

Em números absolutos, São Paulo fica em 11º no ranking dos países com maior número de mortos. Este dado específico, porém, é de difícil análise pois não leva em consideração a população de um país.

Espera-se que um país com população maior, tenha mais casos e mortes do que um país com uma população menor.

Sendo assim, utiliza-se um indicador que é o “Número de mortes por 100.000 habitantes”. Para simplificar, imagine que todos os países tivessem o mesmo número de 100.000 habitantes.

Divide-se, então, o número de mortos pela população e multiplica-se por 100.000.

Mortes por 100.000: São Paulo é Pior que o Brasil todo

Com esta métrica, São Paulo atingiu a marca de 167 mortos por 100.000 habitantes, contra 147 do Brasil inteiro.

Fontes: Mesmas

As políticas de João Dória colocam São Paulo no 12º lugar entre 235 países e territórios considerados nos dados da OMS. Em comparação, até as péssimas políticas dos outros governadores resultaram em um índice de 147 mortes por 100.000 para o Brasil todo.

Se retirarmos São Paulo dos dados do país, o Brasil sairia de 18º para 22º lugar, o que demonstra como o fracasso das políticas do estado pioram fortemente os resultados do país.

Vergonha Entre Pares

O Estado de São Paulo tem uma população de 44 milhões de pessoas.

Sendo assim, façamos um recorte nos dados oficiais, considerando-se apenas os países com população comparável.

Para este efeito, considerei países com população entre 40 e 50 milhões de habitantes.

O resultado assusta:

Fontes: Mesmas

São Paulo é o país com maior número de mortes por 100.000 habitantes entre os países com população comparável.

As políticas de João Dória levaram o país a tomar um banho de países como Iraque, Sudão e Uganda.

De acordo com a OMS, o governo americano de Trump enviou US$ 60 milhões de dólares ao Iraque, através da Agência Americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID).

Este investimento contribuiu para o controle da disseminação do vírus, através de educação, compra de equipamentos e suprimentos médicos, auxílio na estabilidade local com aumento de capacidade de atendimento e capacitação de profissionais da saúde.

Ainda assim o sistema de saúde iraquiano colapsou. E ainda assim tem resultados superiores ao do Estado de São Paulo.

O Combate à pandemia no Irque foi realizado com o uso de tratamento precoce, de acordo com informações da AlJazeera.

‘Fake news’ spreads around coronavirus treatments in Iraq | Coronavirus pandemic News | Al Jazeera

Em comparação, São Paulo recebeu do governo federal a soma de US$ 24 bilhões de dólares (R$ 135 Bi).

Resultados de São Paulo Demonstram Incompetência

Dados falam por si só. Estes são os resultados obtidos pelo Governo de São Paulo apoiado por um Centro de Contingência formado por especialistas.

A recusa do governador João Dória em sequer testar cientificamente possíveis eficácias de tratamentos iniciais no estado, pode ter contribuído para estes resultados, pois demonstraram-se eficazes até em países como o Iraque.

Estamos em uma fase de provável queda do número de casos em razão das próximas entregas de 40 milhões de doses de vacina da Fiocruz, que deverá colocar um ponto final na pandemia aqui no Brasil.

Será o momento, então, de uma investigação maciça por parte dos Ministérios Públicos estaduais e federal para levantar responsabilidades, averiguar desvios de dinheiro com respiradores e para entender como e por que o estado mais rico do país, capitaneado por um empresário bem sucedido é motivo de vergonha mundial.

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre o Autor

César Cremonesi é engenheiro, empreendedor, consultor de negócios e aluno de Olavo de Carvalho. Fundador da Porphirio, cujo propósito é o de levar conscientização política para a sociedade, com pensamento de direita, que trata os conceitos a partir de sua relação com a estrutura da realidade. Conservador, apoiador de Bolsonaro e dos Valores Permanentes do brasileiro.