Falências Explodem em São Paulo, Mais uma Empresa Fechada. Motivo: João Dória

Acompanhando as falências generalizadas, promovidas por João Dória, agora o conhecido restaurante Panela de Ferro, da cidade de Hortolândia-SP fechou as portas na última sexta-feira (16). Mais uma empresa fechada e 14 famílias no olho da rua

No saldo, 14 famílias estão a partir de hoje no cadastro de desempregados do Brasil.

Tomei conhecimento da notícia através deste áudio, enviado pelo proprietário.

Conheci o restaurante em 2018, quando seu proprietário Roni, me chamou para uma consultoria financeira, com objetivo de organizar os procedimentos de administração da empresa.

À época, o restaurante demonstrava um faturamento mensal de R$ 120.000 reais, com excelentes EBITDA e lucro líquido. Faltavam alguns ajustes na gestão do fluxo de caixa, para deixar os proprietários tranquilos.

Restaurante era conhecido pela excelente qualidade das carnes.
Panela de Ferro Hortolândia fecha as portas por culpa das políticas de João Dória

Galeria de Fotos tiradas pelos Frequentadores aqui.

Por que as Empresas Fecham em Falência?

A face mais visível do prejuízo causado às empresas é a queda das vendas, ou como chamamos em gestão, na queda do faturamento ou receita bruta.

Não é difícil entender que uma empresa vendendo menos corre o risco de fechar, mas o prejuízo não para por aí.

A política de fechamento da economia promovida por João Dória deixou as empresas com a percepção de que se tratava de uma crise temporária, que o Estado de São Paulo sabia o que estava fazendo para resolver.

As empresas têm capacidade de suportar quedas temporárias de faturamento, lançando mão de medidas financeiras de emergência, como captação de empréstimos para capital de giro, venda de bens dos sócios, etc.

Entretanto, estas captações de recursos são feitas com base em uma estimativa de tempo da duração da crise.

Mais de um ano depois dos fechamentos, as empresas começam a não ter mais capacidade de captar dinheiro para se sustentar. Seus fluxos de caixa se deterioram rapidamente e a empresa quebra.

Outro efeito danoso é que, normalmente, os sócios se vêem afundados em dívidas impagáveis quando das falências das empresas e ainda encaram anos de processos trabalhistas e outros transtornos judiciais e sociais.

A vida de empresários que encaram falências se transforma em um inferno que dura por anos. Acredite, eu passei por isso há 7 anos e ainda sofro consequências.

O que queremos, como sociedade? Mais falências?

É momento de todos os brasileiros fazerem algumas reflexões sobre o que queremos como sociedade no Brasil.

Estamos caminhando a passos largos rumo à total falência econômica, financeira, social, moral, ética, judicial e política no Brasil.

César Cremonesi

Estou empenhado fortemente na construção de ações de base para apoio a políticos sérios, de direita, para deputados estaduais e vereadores na região de Campinas, mas isso é o máximo que o alcance dos meus braços permitem.

Campinas é uma cidade que está com Bolsonaro e comprometida com um futuro melhor. E a sua cidade?

“Aqueles que nada fazem, estão convidando a vergonha e, também, a violência. Aqueles que agem com audácia, estão reconhecendo o CERTO e, também, a REALIDADE.”

John F. Kennedy
Please follow and like us:

1 thought on “Falências Explodem em São Paulo, Mais uma Empresa Fechada. Motivo: João Dória

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre o Autor

César Cremonesi é engenheiro, empreendedor, consultor de negócios e aluno de Olavo de Carvalho. Fundador da Porphirio, cujo propósito é o de levar conscientização política para a sociedade, com pensamento de direita, que trata os conceitos a partir de sua relação com a estrutura da realidade. Conservador, apoiador de Bolsonaro e dos Valores Permanentes do brasileiro.